sábado, julho 30, 2011

Perdão de Deus


Nunca seremos puros, até que admitamos que somos impuros. E nunca seremos capazes de lavar os pés daqueles que nos ofenderam até que permitamos que Jesus, a quem nós ofendemos, lave os nossos pés.
Continue lendo >> Deixe seu comentário

quinta-feira, julho 28, 2011

Vinde a Mim...

Na verdade parece que palavra favorita de Deus é o verbo "Vir".
"Vinde, então, e argui-me, diz o Senhor;Ainda que os vossos pecados sejam como a escarlata eles se tornarão brancos como a neve".
"Ó vós todos os que tendes sede, vinde ás águas".
"Vinde a mim todos os que estais cansados e oprimidos e eu vos aliviarei".
"Vinde ás bodas".
"Vinde após mim, e eu vos farei pescadores de homens".
"Se alguém tem sede, que venha a mim e beba".
Deus é um Deus que convida. Deus é um Deus que chama. Deus é um Deus que abre a porta e acena com a mão, para mostrar aos peregrinos uma mesa farta.
Entretanto, o seu convite não é apenas para uma refeição. É para a vida toda. Um convite para entrar no seu reino e fixar residência em um mundo sem lágrimas, sem túmulos, sem dor. Quem pode vir? todo aquele que desejar. O convite é, ao mesmo tempo, universal e pessoal.

Max Lucado
Continue lendo >> Deixe seu comentário

terça-feira, julho 26, 2011

Não erreis!

"Não erreis: Deus não se deixa escarnecer; porque tudo o que o homem semear, isso também ceifará" Gl 6:7.

Segundo o relato bíblico no livro de Daniel (cap. 5), na antiga Babilônia, nos dias do rei Belsazar, este deu um grande banquete, e convidou mil dos seus grandes homens, para beber e comer com eles. Enquanto seu coração ia ficando dominado pelo vinho, mandou trazer os utensílios que Nabucodonosor seu pai, havia tirado do templo em Jerusalém, quando a sitiou. Então trouxeram os utensílios de ouro, para que ele, seus grandes e as suas mulheres, bebessem neles. Beberam o vinho, e deram louvores aos deuses de ouro, de prata de bronze, de madeira e de pedra. O fato de cultuarem outros deuses e principalmente de utilizarem algo consagrado a Deus para tal festividade, fez com que no mesmo instante aparecessem uns dedos de mão de homem e escreviam defronte ao candeeiro, na caiadura da parede do palácio real; e o rei via apenas os dedos que estavam escrevendo. Então seu semblante imediatamente mudou e os seus pensamentos o turbaram, as juntas de seus lombos se relaxaram e os seus joelhos batiam um no outro. O que foi escrito era: MENE, MENE, TEQUEL e PARSIM. O rei solicitou que todos os magos e encantadores fossem introduzidos à sua presença para decifrar o que significava tais palavras. Não se achou entre todos os magos e encantadores, feiticeiros, macumbeiros, videntes da época, um que pudesse resolver tal enigma, porém a rainha mãe lembrou-se de Daniel, homem integro e temente a Deus e que servia somente ao Senhor dos senhores. Daniel ora a Deus pedindo a revelação sobre a escrita, em seguida é introduzido a presença do rei e traz a revelação.

Neste acontecimento narrado no livro de Daniel, no capítulo 5 temos, entre tantas, algumas situações a salientar através dessa meditação.
Deus é um Deus que tudo conhece e sabe o que nos acontece a todo instante, mesmo para os que não são tementes a Ele. Nada escapa ao Seu olhar.
Deus é um Deus que não se deixa escarnecer. Antigamente existiam os utensílios do templo, hoje nós somos os utensílios, e podemos indagar-nos a nós mesmos: - Para que está sendo usado esse utensílio, ou como está sendo usado? Para consagração a Deus ou para servir ao pecado através da concupiscência da carne?
Deus é Deus que usa seus instrumentos como deseja e onde deseja. Daniel, muito embora fosse escravo na Babilônia e em meio a tantos magos, feiticeiros e encantadores, foi o instrumento de Deus para fazer a diferença no meio daqueles ímpios.
Por fim, com as coisas de Deus não se brinca. É um tanto preocupante a quantidade de piadinhas e programas humorísticos, filmes, denegrindo a imagem de Deus e de Jesus sempre usando de um tom blasfemo. Temos que tomar uma posição para não ser cúmplices nessas obras, que em nada contribuem para a felicidade humana, muito pelo contrário, levam o homem a bancarrota.

Caso tenha curiosidade para saber o que significam - Mene, Mene, Tequel e Parsim leiam o capítulo 5 do livro do profeta Daniel.


Vilson Ferro Martins
Continue lendo >> Deixe seu comentário

sábado, julho 23, 2011

Impossível? Não para Deus!

"Assim, pois, riu-se Sara consigo, dizendo: Terei ainda deleite depois de haver envelhecido, sendo também o meu senhor já velho?" - Gn 18:12.

O fato narrado acima ocorreu quando o Senhor veio visitar a Abraão e Sara, a fim de alimentá-los na fé, pois haveria de cumprir a promessa que lhes havia feito há muitos anos atrás. Analisando o texto, podemos tirar algumas lições muito importantes para nossas vidas e aplicá-las em nosso dia-a-dia.
Observamos por exemplo que entre o momento em que Deus deu a promessa e praticamente o cumprimento da mesma, houve um tempo tão grande que isso foi motivo de dúvidas no coração de Sara. Assim como Sara, todos nós podemos sofrer as pressões da dúvida...
Há promessas da parte do Senhor para todos os filhos e filhas, todavia, algumas delas são extraordinárias sobre nós... Pode ser que tenhamos promessas de modo específico da parte do Senhor. Continuamos confiantes já que está se passando um tempo, que pelo nosso "relógio" é demasiado?
Notemos que o Senhor não chegou e disse que Sara estava grávida, mas que - ficaria grávida - ou seja, ainda haveria um tempo determinado. Talvez tenhamos promessas e outras pessoas já foram usadas por Deus para corroborar com as mesmas, no entanto para nós mesmos há demora em se concretizar... Devemos ter calma, pois, Deus jamais se esquece de Suas promessas. Se foi Ele quem prometeu, Ele o fará.
Provavelmente Sara conversava a respeito da promessa com Abraão e qual seria a resposta dele? Ele se mostrava sempre confiante, pois a Palavra afirma que Abraão creu em Deus é isso lhe foi imputado para justiça. (Gênesis 15:6). Portanto, a fé é imprescindível para se alcançar as promessas. Os desígnios do Senhor são muito mais alto do que nosso coração possa alcançar.
Outro fator a ser observado é que Deus conhece o nosso íntimo, e por mais que negamos, Ele sabe o que pensamos e qual é nossa inclinação. No verso 12, vemos que Sara riu-se no seu ÍNTIMO. Ela, digamos, desdenhou da promessa olhando pelos olhos carnais para as circunstâncias físicas. Ela analisou o resultado, partindo-se do fato de que ambos eram velhos, e inclusive já lhe havia cessado o costume das mulheres.
Deus é o Senhor do tempo e, portanto, não possui relógio como nós possuímos. Ele não está na dimensão temporal que nós estamos, assim, para Ele é perfeitamente possível realizar o que promete sem se “preocupar” como o fará!
Se há promessas do Altíssimo sobre nossas vidas, não devemos duvidar, mesmo que seja no nosso íntimo, pois Deus conhece e sonda os corações.
O Senhor disse a Abraão: Por que se riu Sara dizendo: Será verdade que darei ainda à luz, sendo velha? (v.v13). O Senhor fez esse questionamento a Abraão, para mais uma vez testificar do Seu poder, pois Abraão certamente não tinha conhecimento dos pensamentos de Sara. Em seguida, o Senhor disse a ambos, algo que diz de modo enfático a mim e a você nessa manhã: Acaso para Deus, há cousa demasiadamente difícil?
Nem mesmo sequer um pensamento podemos esconder de Deus, portanto, será que existe algo demasiadamente para o Senhor?
Creiamos que Ele está no controle de tudo e alimentemos nossa fé na Palavra de Deus e Suas promessas, pois Ele cumpre tudo o que promete!

por Vilson Ferro Martins
Continue lendo >> Deixe seu comentário

quarta-feira, julho 20, 2011

Feliz dia do Amigo...

Continue lendo >> Deixe seu comentário

Coisas superficiais

Porque Cristo enviou-me, não para batizar, mas para evangelizar; não em sabedoria de palavras, para que a cruz de Cristo se não faça vã.” (1Co 1.17)

Paulo está falando aqui de contendas que estavam havendo na igreja primitiva por conta de coisas superficiais. Quem é do clã de quem, quem batizou quem e por aí. O mais importante para o apóstolo não é quem realiza um ritual, mas quem vai buscar o perdido.

Hoje em dia não é diferente. Nos apegamos as coisas mais superficiais e esquecemos das importantes. A discussão sobre batismo se deve ser feito com carro pipa ou conta gotas, sobre o sexo dos anjos, sobre as hierarquias satânicas e afins. Vivemos em um mundo onde a relevância das igrejas é discutida numericamente (quem tem mais membros é mais forte) ou desordenadamente (quem faz mais barulho e macaquices vence).

No fim disso tudo, quem sai perdendo são os perdidos que vão ficando cada vez mais sem rumo. Como ouvirão se não há quem pregue? Estamos muito ocupados dando satisfação pra crentes hipersensíveis e deixando de lado o possível novo crente que está cheio de gás para começar a obra da evangelização.

Vamos pesar o que é mais importante pra Deus e não pra nós.

E o mais… tudo na mais santa paz!

por Pr. Márcio de Souza articulista do Gospel Prime
Continue lendo >> Deixe seu comentário

domingo, julho 17, 2011

Eu ouvi Deus

Levantei chateado já pensando nos inúmeros problemas que eu tinha para resolver naquele dia, um gosto amargo na boca, dores pelo corpo e uma angústia esquisita me invadia a alma e dizia que eu não havia dormido bem. Eu parecia uma barata tonta, não tinha idéia de “por onde começar”…

Quando sai para a rua fui surpreendido por um dia maravilhoso, um sol “gostoso” iluminava um céu azul quase sem nuvens, e eu tive a impressão de que Deus queria falar comigo.
Continuei caminhando e nas árvores da praça perto de casa, dezenas de passarinhos cantavam alegres e disputavam alimentos com uma barulheira festiva, e senti que Deus queria falar comigo.

Olhei para as flores daquele jardim e me lembrei de Jesus falando aos antigos:
“Olhai os lírios no campo, como eles crescem; não trabalham, nem fiam; e digo-vos que nem ainda Salomão, em toda a sua glória, se vestiu como um deles.”, e mais uma vez senti que Deus queria falar comigo.

Angustiado com meus problemas que pareciam ser os mesmos sempre, parecia que eu nunca iria sair daquele círculo de aflições, quando percebi que minhas pernas estavam me levando por todos os lugares que eu queria, mesmo sem eu ordenar nada, que meus braços eram fortes e eu poderia utilizar essa força para o trabalho, e que meu cérebro possuía ainda um raciocínio muito rápido, e mais uma vez percebi que Deus queria falar comigo.

Mais a frente, vi um menino de no máximo 3 anos, com os bracinhos esticados e nas pontas dos pés pulando para alcançar uma maçã no alto de uma árvore.
Mesmo com todo o seu esforço, empenho e alegria, eu percebi que ele nunca iria conseguir alcançar aquela maçã, e nesse momento eu ouvi Deus me falar que nós somos iguais aquela criança, na maioria dos nossos dias, colocamos nossa felicidade, nossos melhores sonhos, em lugares tão altos como aquela maçã estava para o menino, perseguimos frutos que não estão ao nosso alcance, e desprezamos o belo, as coisas boas que a vida nos oferece e nem damos a devida atenção.

Percebi então, quanto tempo eu estava perdendo amando quem não me amava, trabalhando onde não me sentia feliz, fazendo coisas somente para agradar quem nunca mereceu, desejando coisas que eu nem sabia se me fariam felizes, buscando um Deus da guerra para vencer meus inimigos, quando Deus é só amor.
Então compreendi que a felicidade está onde nós estamos, onde está o nosso coração e nesse dia eu ouvi Deus.

(Autor: Paulo Roberto Gaefke)
Continue lendo >> Deixe seu comentário

quinta-feira, julho 14, 2011

Tarefas para 7 dias da semana

SEGUNDA : LAVAR
Senhor ajuda-me a lavar meu egoísmo e vaidade para poder servir com humildade.
TERÇA: PASSAR
Senhor ajuda-me a passar por todas as rugas e prejuízos que há acumulado através dos anos para que possa ver a beleza dos demais
QUARTA: COSTURAR
Senhor ajuda-me a costurar meu caminho para ser exemplo para os demais.
QUINTA: SACUDIR
Ajuda-me a sacudir todas as faltas e tristezas que há estado escondido nas esquinas de meu coração .
SEXTA: COMPRAS
Senhor me dá a graça de ser sabia e prudente quando eu faça as minhas compras, para que eu possa escolher felicidade e amor para os que necessitam.
SÁBADO: COZINHAR
Senhor ajuda-me a cozinhar uma panela grande de amor fraternal e serviço
DOMINGO:DIA DO SENHOR
Oh Senhor como já preparei a casa para ti, por favor vem a meu coração como meu hóspede de honra para passar este dia em tua presença.
Continue lendo >> Deixe seu comentário

terça-feira, julho 12, 2011

Onde está o teu irmão?...

Ele fez de tudo para entregar a Deus o seu melhor. Foi um jovem que dedicou toda sua mocidade à Igreja. Sonhando ser missionário, estudou Teologia, esclareceu muitas de suas dúvidas, casou-se, tornou-se pastor, pastoreou mais igrejas do que imaginava. Viajou para diversos paí­ses, fundou novas igrejas, escreveu livros e se tornou, para muitos, um grande exemplo.
Com muita experiência adquirida, voltou ao seminário, onde passou a esclarecer as dúvidas das pessoas. Quando, por fim, se apresentou diante de Deus, não conseguiu responder a pergunta que o Senhor outrora fez a Caim. E a pergunta era: Onde está o teu irmão?

Pessoas ainda são mais importantes. Não deixe que elas passem despercebidas na sua caminhada.


Rodrigo Leonardo
Continue lendo >> Deixe seu comentário

segunda-feira, julho 11, 2011

Os vales são inevitáveis.

Podemos andar no vale, passar por ele e sermos vitoriosas. Deus leva você para o vale, para ser provada e aprovada. Nossa verdadeira identidade é encontrada lá, no vale. Nele temos tempo de sobra para refletir, quem realmente somos e o que estamos fazendo com nossos relacionamentos, com o trato com as pessoas que amamos. Encontramos tempo para parar e pensar! Não é por acaso que Deus nos leva para o vale, há momentos na nossa vida que procuramos um telefone de um amiga e não encontramos, desejamos que alguém telefone e nada.... Deus cerca todos os caminhos. Em sua volta estão os problemas contidos no vale, mas é em meio a esses problemas que você desperta(ACORDA!), não de um sonho, mas para a realidade, e se visualiza uma mulher, cheia de fé, preparada para o combate e começa a sentir o desejo profundo de orar e dedicar-se cada vez mais a obra de Deus. Então o vale podemos dizer que é um lugar onde nos aproximamos mais do Senhor. Portanto, analisando assim: o vale não é tão ruim, certo? Quando se está no vale com Deus em sua companhia. Não temeremos mal nenhum, porque Ele está conosco.


Ainda que o vendaval venha com toda a sua força, para lançar por terra a palmeira (você), mas as suas raízes (experiência com Deus) estão profundas na terra, ela balança (se aflige), se encurva (até humilha-se), mas não cai (não se dá por vencida). Deus quer extrair o melhor de você, ele esta querendo que as mulheres experimentem a profundidade. O vale não é o fim, é o começo de Deus, é nele que o Senhor trata nossas feridas, com o seu precioso bálsamo. Se você quer vitória ande com Deus, não atrás de Deus, não á frente de Deus, Mas com Deus. Ou seja, quem anda com Deus não tem medo. O vale não é o nosso destino, nem o nosso posto de permanência por toda a vida. Assim como a aflição chega, ela passará. "Muitas são as aflições do justo, mas o Senhor de todas o livra" (Salmo 34:19).
Continue lendo >> Deixe seu comentário

sexta-feira, julho 08, 2011

Para um dia abençoado

Nenhuma manhã, sem orar
Nenhum trabalho, sem boa intenção
Nenhuma alegria, sem render graças a Deus
Nenhuma falta, sem arrependimento
Nenhum sofredor, sem consolação
Nenhum verdadeiro pobre, sem auxílio
Nenhuma dor, sem paciência e resignação
Nenhum lugar, sem te lembrares que Deus te vê
Nenhuma injúria, sem perdoares de coração
Nenhuma refeição, sem oração
Nenhuma falta do próximo, sem desculpar
Nenhum divertimento bom, sem limite
Nenhuma noite, sem exame de consciência
Nenhum dia, sem progresso no bem
Nenhum amor, sem o amor de Deus...
Continue lendo >> Deixe seu comentário

terça-feira, julho 05, 2011

As margens do rio

Às margens dos rios da Babilônia, nós nos assentávamos e chorávamos, lembrando-nos de Sião. Sal. 137:1.

Um dia, os assírios dirigidos por Nabucodonosor chegaram a Jerusalém. Destruíram tudo e levaram prisioneiros os filhos de Israel.
Os anos do exílio foram tristes. Longe de casa, da família e dos amigos, os exilados só tinham duas opções: esquecer definitivamente Israel ou viver em Babilônia, com os olhos fixos em Sião, abrigando o sonho de retornar um dia para o lar.
Um dia, também, o inimigo de Deus chegou até a raça humana, destruiu seus sonhos, valores e princípios e a levou escrava ao seu reino, para servir no seu palácio.
A história de Israel é um símbolo da história humana. Como os israelitas, hoje estamos longe do verdadeiro lar. Este mundo cheio de tristeza e angústia - conseqüências naturais da entrada do pecado - não é a nossa casa. Somos estrangeiros e peregrinos vivendo num mundo ao qual Jesus Se referiu assim: "O Meu reino não é deste mundo."
O salmista disse que enquanto os filhos de Israel viviam em Babilônia, com freqüência sentavam-se às margens dos rios e choravam de saudade, lembrando-se de Sião, o santo monte, símbolo do governo de Deus.
O perigo que corremos hoje é esquecer que este mundo não é o nosso lar definitivo. Estamos aqui apenas peregrinando, por força das circunstâncias, rumo à casa do Pai. Somos estrangeiros vivendo num país alheio.
O fato de vivermos neste mundo pode levar-nos a contemplar as coisas da Terra por mais tempo do que o necessário. Deitar raízes profundas é um risco. Lembrar quem somos e de onde viemos determina as nossas escolhas e prioridades.
É verdade que precisamos sobreviver. Trabalhar, estudar, construir uma casa para morar e educar os filhos é parte da nossa existência. Não podemos omitir-nos dessas responsabilidades. Mas até que ponto isso tudo está nos fazendo esquecer de Sião?
Cumpra as suas atividades hoje pensando na experiência de Israel, expressada pelo salmista: "Às margens dos rios da Babilônia, nós nos assentávamos e chorávamos, lembrando-nos de Sião.
Continue lendo >> Deixe seu comentário

sábado, julho 02, 2011

O Exercircio da oração

A Oração tem que ser exercida constantemente pelo cristão. Após entregar sua vida para Jesus, a primeira coisa que devemos aprender é orar: "Tudo quanto em oração pedirdes, crede que recebeste, e será assim convosco"(Mc 11.24; 1Ts 5.17). A nossa fé está no poder de Deus, por isso a "Fé como um grão de mostarda" removerá os montes (Mt 17.20). Devemos "orar a todo o momento" (Lc 18.1), e não desfalecer (Lc 21.36). A oração é o canal pelo qual falamos com Deus, pois Ele não exige uma grande fé, mas uma pequena fé em um grande Deus.
A Perseverança na Oração - Jesus disse: "Estejam sempre atentos e orem para que possam escapar de tudo o que para acontecer; e estar em pé diante do Filho do homem" (Lc 21.36). A oração é uma via de mão dupla através da qual o cristão, com seu clamor, chega à presença de Deus, e este vem ao seu encontro com as respostas, conforme Jeremias 33.3. A oração é fruto espontâneo da consciência de um relacionamento pessoal com o Todo Poderoso, onde não hão há espaço para o monólogo, pois quem ora não apena fala mas precisa estar disposto a ouvir. É um diálogo, onde o cristão aprofunda sua comunhão com Deus e ambos conversam numa linguagem que tem como interprete o próprio Espírito Santo (Rm 8.26,27).
As respostas ás orações- Pedir é um direito do cristão. Responder é um direito de Deus.Quem não gostaria de ser marcado como um cristão de oração? Mas, infelizmente a realidade é completamente diferente. Geralmente nos dedicamos á oração nas horas que precisamos de uma bênção, ou quando estamos passando dificuldades. Lamentavelmente, muitos de nós não costumamos manter um período diário de oração e comunhão com o Senhor, como fazia Daniel (Dn 6.10;9.21). Eis a razão de muito barulho e pouco poder, muita oratória e pouca Palavra de Deus, muito discurso e pouca unção. Se não estivermos em constante oração, jamais chegaremos ao objetivo proposto, pois Jesus tem sido nosso exemplo e Ele, quando por aqui esteve, nunca deixou de orar.
Continue lendo >> Deixe seu comentário

ADORADORAS

ADORADORAS
A mulher virtuosa é o elo que liga marido e filhos. A mulher virtuosa é a arca que Deus preparou para salvar o homem dos dilúvios da vida. A mulher virtuosa é o canal por onde flui a graça de Deus que encoraja marido e filhos. A mulher virtuosa é a resposta de Deus à necessidade do homem de carinho, aconchego e proteção. A mulher virtuosa é o espelho que ajuda o homem a melhorar, crescer e se desenvolver nas múltiplas áreas da vida. A mulher virtuosa é o porto seguro para os filhos durante os vendavais da vida. A mulher virtuosa é promotora da alegria dentro do relacionamento familiar. A mulher é o instrumento que Deus escolheu para que cada um de nós viesse a existir. Que Deus abençoe as mulheres hoje e sempre!

O ERRO DO FEMINISMO...

O ERRO DO FEMINISMO...
"é crer no valor do trabalho como maior que o valor do lar."

O VERDADEIRO SUCESSO...

O VERDADEIRO SUCESSO...
"Nenhum sucesso na vida compensa o fracasso no lar."

SER MULHER É UM PRIVILÉGIO E UMA NOBRE MISSÃO...

SER MULHER É UM PRIVILÉGIO E UMA NOBRE MISSÃO...
"Ao redescobrir e aceitar a profundidade, abrangência e transcendência do seu papel de ajudadora, a mulher se liberta e se realiza. Ela vê oportunidade em lugar de obrigação. Deixa de competir para completar. Ser mulher é um privilégio e uma nobre missão"

Seguidores

Tú serás Honrada

Tú serás Honrada
“O Espírito do Senhor Deus está sobre mim; porque o Senhor me ungiu, para pregar boas novas aos mansos; enviou-me a restaurar os contritos de coração, a proclamar liberdade aos cativos, e a abertura de prisão aos presos; A apregoar o ano aceitável do Senhor e o dia da vingança do nosso Deus; a consolar todos os tristes; A ordenar acerca dos tristes de Sião que se lhes dê glória em vez de cinza, óleo de gozo em vez de tristeza, vestes de louvor em vez de espírito angustiado; a fim de que se chamem árvores de justiça, plantações do Senhor, para que ele seja glorificado. E edificarão os lugares antigamente assolados, e restaurarão os anteriormente destruídos, e renovarão as cidades assoladas, destruídas de geração em geração. (…) Em lugar da vossa vergonha tereis dupla honra; e em lugar da afronta exultareis na vossa parte; por isso na sua terra possuirão o dobro, e terão perpétua alegria” … Isaías 61

Temos um Chamado

Temos um Chamado
“Deus, que nos salvou e nos chamou com santa vocação; não segundo as nossas obras, mas conforme a sua própria determinação e graça que nos foi dada em Cristo Jesus, antes dos tempos eternos” (2 Tm 1:9).

MISSÃO DIVINA...

MISSÃO DIVINA...
"Então poderão ensinar as mulheres novas a amarem seus maridos e filhos, a serem sensatas, honestas, boas donas de casa, bondosas, submissas a seus maridos, para que a Palavra não seja blasfemada" (Tito 2:4-5)
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Popular Posts

 

Adoradoras Copyright © 2011 | Template design by Adoradoras | Powered by Blogger Templates