quinta-feira, novembro 18, 2010

Consagração no lar da irmã Elza

LEIA: I Samuel 30

No capítulo 30 de I Samuel, Davi e seus homens perseguem um bando de salteadores amalequitas que havia saqueado e destruído Ziclague e levado suas esposas, filhos e bens. Eles foram guiados até o acampamento principal destes salteadores, onde os destruíram completamente, recuperando tudo o que haviam perdido. Somado a isso, os despojos desta vitória incluem tudo o que os amalequitas haviam tomado das cidades israelitas e filistéias que foram invadidas e saqueadas além de Ziclague. Alguns dos soldados de Davi não estavam dispostos a dividir estes despojos com os 200 homens que ficaram para trás com as bagagens. São muitas as lições de nosso texto. Aquilo que à primeira vista parece ser uma história “antiga e longínqua” tem relevância e aplicação direta às nossas próprias vidas hoje.

O Cenário (30:1-6a) 

Quando Davi e seus homens se aproximam de Ziclague, ficam horrorizados ao ver que a cidade fora destruída e suas famílias levadas cativas. Ninguém foi morto, mas tudo o que tinha vida foi levado. É de pouco conforto que suas famílias ainda estejam vivas. Cada um imagina o que esteja acontecendo (ou que acontecerá em breve) com sua esposa e filhos. Na melhor das hipóteses eles se tornarão escravos, para um trabalho duro e tratamento cruel. Na pior... eles não queriam nem pensar. As duas esposas de Davi também foram levadas.
Estes 600 guerreiros estão muito angustiados pelo que aconteceu à sua cidade e às suas famílias. Eles choram até não terem mais lágrimas. Então, começam a pensar sobre como isto veio a acontecer. Fora idéia de Davi trazê-los para território filisteu (27:1-4); foi pedido seu que vivessem nesta cidade remota (27:5-6), e foi ele quem os levou a lutar com os filisteus, deixando suas famílias vulneráveis a esse ataque. Alguns estão tão furiosos que falam em apedrejar Davi. 

Perseguição Intensa; Rastro Frio (30:6b-10) 

Porém Davi se reanimou no SENHOR, seu Deus. Disse Davi a Abiatar, o sacerdote, filho de Aimeleque: Traze-me aqui a estola sacerdotal. E Abiatar a trouxe a Davi. Então, consultou Davi ao SENHOR, dizendo: Perseguirei eu o bando? Alcançá-lo-ei? Respondeu-lhe o SENHOR: Persegue-o, porque, de fato, o alcançarás e tudo libertarás. Partiu, pois, Davi, ele e os seiscentos homens que com ele se achavam, e chegaram ao ribeiro de Besor, onde os retardatários ficaram. Davi, porém, e quatrocentos homens continuaram a perseguição, pois que duzentos ficaram atrás, por não poderem, de cansados que estavam, passar o ribeiro de Besor.” Precisamos nos lembrar das condições físicas e mentais destes homens. Eles acabam de viajar quase 60 milhas de Afeca até Ziclague, sem dúvida apertando o passo para chegar logo em casa. Eles podem descansar em Ziclague quando chegarem, ou assim eles pensam. Então, ao encontrar seus entes queridos seqüestrados, seu gado roubado e sua cidade destruída pelo fogo, eles se cansam de tanto chorar (verso 4); agora eles saem em perseguição de seus inimigos. O grupo de salteadores tem uma vantagem considerável, e seu rastro está esfriando. Eles podem facilmente desaparecer no deserto. Se devem ser alcançados a tempo de salvar seus entes queridos, Davi e seus homens precisam andar logo.

Um Homem à Beira da Morte Dá Vida Nova à Perseguição de Davi  (30:11-15) 

“Acharam no campo um homem egípcio e o trouxeram a Davi; deram-lhe pão, e comeu, e deram-lhe a beber água.......” Quando finalmente o homem tem força suficiente para falar, Davi começa a lhe fazer perguntas.Davi pergunta ao jovem se ele estaria disposto a guiá-los até o acampamento amalequita. Normalmente, tenho certeza que ele não faria uma coisa dessas. Mas, uma vez que seu senhor e os outros o deixaram para trás para morrer, ele está disposto a cooperar, em troca da garantia de Davi de que não será morto ou devolvido a seu senhor. Este servo semimorto dá nova vida à busca de Davi pelo bando amalequita e seus prisioneiros

Resgatados (30:16-20) 

Graças ao escravo egípcio que eles reanimaram, agora seriam guiados ao acampamento amalequita. Davi e seus homens chegam ao acampamento, encontrando os amalequitas totalmente vulneráveis.Davi e seus homens estão em grande desvantagem. No entanto, devido ao estado de embriaguez dos amalequitas, eles são presas fáceis. Davi e seus homens atacam, um massacre que dura várias horas. Nenhuma só pessoa escapa, exceto 400 homens que fogem em seus camelos. Todas as pessoas e tudo o que os amalequitas tinham tomado de Ziclague é recuperado. Davi e seus homens não sofrem absolutamente nenhuma perda (exceto por aquilo que já fora queimado em Ziclague). As duas esposas de Davi estão entre os reféns resgatados. O autor é muito específico. Nada está faltando. Davi traz tudo de volta. Exatamente como Deus mostrou, eles alcançaram os inimigos e prevaleceram. Esta missão não poderia ter sido mais bem-sucedida.

Dividindo os Despojos ou Quase Despojando a Vitória (30:21-31) 

A vitória é conquistada e tudo o que havia sido perdido foi recuperado. Na realidade, Davi e seus homens não recuperaram só o que haviam perdido, eles conquistaram também uma porção de coisas mais. Eles conquistaram os despojos que os amalequitas haviam obtido em suas invasões às cidades filistéias e israelitas. Estes despojos deveriam ser repartidos só entre os 400 guerreiros. A recusa destes homens em partilhar os despojos com os outros 200. Davi se recusa a permitir que estes “homens maus e filhos de Belial” estraguem a vitória que Deus lhes deu. Ele cuida para que os despojos sejam igualmente distribuídos entre todos os 600 homens.

Conclusão

Lição um: A Providência de Deus.
Deus orientou Davi e seu pequeno exército por meio de um sacerdote e de uma estola sacerdotal, guiando-os na perseguição aos amalequitas, garantindo que eles os alcançassem e resgatassem tudo o que haviam perdido. Mas, além desta orientação, Deus providenciou para que um escravo egípcio de um senhor amalequita ficasse tão doente que tivesse que ser deixado para trás para morrer. Assim, este homem seria encontrado e reanimado por Davi e seus homens. Este homem, então, serviria como guia para dirigi-los ao acampamento amalequita.
Mas espere, tem mais! Na providência de Deus, aparentemente o bando amalequita tinha atacado Ziclague por último. Eles não tinham saqueado só Ziclague, mas também muitas outras cidades filistéias e israelitas. Davi e seus homens não recuperaram somente seus bens, mas também os bens de muitas outras pessoas. Davi dividiu estes despojos com uma porção de cidades israelitas, caindo assim nas graças de seus parentes. Ziclague foi queimada, a única perda irrecuperável. Contudo, esta “perda” foi útil para fazê-lo retornar mais rápido ao território de Judá, onde ele foi constituído Rei de Judá. “Todas as coisas realmente cooperam para o bem dos que amam a Deus, daqueles que são chamados segundos o Seu propósito.” (Romanos 8:28)
Não há mal que não passe, e não há bem que não chegue”, tudo passa e a vitória sempre chega, ” o choro pode durar uma noite, mas pela manhã vem a alegria”
- Não desista, continue com a missão que Deus escolheu pra você. Pois Deus PROVERÁ

Lição 2: O Princípio da Graça Este princípio é o mais importante, pois ele nos obriga a repensar e revolucionar nosso ministério como membros do corpo de Cristo. A vitória de Davi e seus homens sobre os amalequitas, na realidade, foi uma vitória de Deus. É claro que os homens desempenharam seu papel, mas, em última análise, foi uma vitória de Deus. Que os homens não ousem tomar o crédito (e as recompensas) por aquilo que Deus faz.
“Reconheça o Senhor em todos os seus caminhos, e ele endireitará as suas veredas” (Pv 3.6)
Lição 3: O Princípio da Pluralidade (ou do trabalho em equipe). Ainda que Deus tenha lhes dado a vitória, Davi e seus homens têm um papel muito importante da batalha. Todos eles tomam parte na batalha. Os 200 homens que ficam para trás guardam a bagagem. Se eles tivessem ido junto, teriam retardado os demais, pois estavam muito cansados. Se não tivessem guardado a bagagem, os outros 400 teriam arriado. Os que ficaram para trás agiram no melhor interesse de todos os 600. Mas cada um dos 600 homens contribuiu para a causa. Foi um esforço de equipe. A igreja é o corpo de Cristo e cada membro individual tem um dom ou dons que desempenham uma função vital no corpo. Cada membro do corpo depende dos outros membros. Ninguém é sem importância. Todos fazem parte da equipe. O trabalho de nosso Senhor - o trabalho do corpo de Cristo, a igreja - só pode ser desempenhado como parte de um todo, como membros de uma equipe. Aqueles que pensam de forma individualista estão errados.

Confie no Senhor Teu Deus, não desista jamais!

Deus abençoe a todos .

+ FOTOS

ADORADORAS

ADORADORAS
A mulher virtuosa é o elo que liga marido e filhos. A mulher virtuosa é a arca que Deus preparou para salvar o homem dos dilúvios da vida. A mulher virtuosa é o canal por onde flui a graça de Deus que encoraja marido e filhos. A mulher virtuosa é a resposta de Deus à necessidade do homem de carinho, aconchego e proteção. A mulher virtuosa é o espelho que ajuda o homem a melhorar, crescer e se desenvolver nas múltiplas áreas da vida. A mulher virtuosa é o porto seguro para os filhos durante os vendavais da vida. A mulher virtuosa é promotora da alegria dentro do relacionamento familiar. A mulher é o instrumento que Deus escolheu para que cada um de nós viesse a existir. Que Deus abençoe as mulheres hoje e sempre!

O ERRO DO FEMINISMO...

O ERRO DO FEMINISMO...
"é crer no valor do trabalho como maior que o valor do lar."

O VERDADEIRO SUCESSO...

O VERDADEIRO SUCESSO...
"Nenhum sucesso na vida compensa o fracasso no lar."

SER MULHER É UM PRIVILÉGIO E UMA NOBRE MISSÃO...

SER MULHER É UM PRIVILÉGIO E UMA NOBRE MISSÃO...
"Ao redescobrir e aceitar a profundidade, abrangência e transcendência do seu papel de ajudadora, a mulher se liberta e se realiza. Ela vê oportunidade em lugar de obrigação. Deixa de competir para completar. Ser mulher é um privilégio e uma nobre missão"

Seguidores

Tú serás Honrada

Tú serás Honrada
“O Espírito do Senhor Deus está sobre mim; porque o Senhor me ungiu, para pregar boas novas aos mansos; enviou-me a restaurar os contritos de coração, a proclamar liberdade aos cativos, e a abertura de prisão aos presos; A apregoar o ano aceitável do Senhor e o dia da vingança do nosso Deus; a consolar todos os tristes; A ordenar acerca dos tristes de Sião que se lhes dê glória em vez de cinza, óleo de gozo em vez de tristeza, vestes de louvor em vez de espírito angustiado; a fim de que se chamem árvores de justiça, plantações do Senhor, para que ele seja glorificado. E edificarão os lugares antigamente assolados, e restaurarão os anteriormente destruídos, e renovarão as cidades assoladas, destruídas de geração em geração. (…) Em lugar da vossa vergonha tereis dupla honra; e em lugar da afronta exultareis na vossa parte; por isso na sua terra possuirão o dobro, e terão perpétua alegria” … Isaías 61

Temos um Chamado

Temos um Chamado
“Deus, que nos salvou e nos chamou com santa vocação; não segundo as nossas obras, mas conforme a sua própria determinação e graça que nos foi dada em Cristo Jesus, antes dos tempos eternos” (2 Tm 1:9).

MISSÃO DIVINA...

MISSÃO DIVINA...
"Então poderão ensinar as mulheres novas a amarem seus maridos e filhos, a serem sensatas, honestas, boas donas de casa, bondosas, submissas a seus maridos, para que a Palavra não seja blasfemada" (Tito 2:4-5)
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Popular Posts

 

Adoradoras Copyright © 2011 | Template design by Adoradoras | Powered by Blogger Templates